arquivo

Arquivo da tag: impressão

Quando a tiragem é pequena ou a prazo é curto, a solução é impressão digital.Diferente dos processos de impressão convencionais, o sistema digital de gráfica rápida dispensas diversos processos, como fotolitos, chapas, acerto de máquina etc, tornando assim, o processo de impressão mais rápido e mais econômico para pequenas tiragens. Os tipos mais comuns de impressão digital, são o laser e o jato de tinta. Uma das vantagens do sistema digital gráfica rápida, é a possibilidade de impressão personalizada, ou seja, cada impresso é feito com uma característica exclusiva, podendo ser um nome, um logo, uma foto, ou tudo isso junto, o que no processo off-set, seria quase impossível.

Serviços de gráfica rápida / digital:
folhetos, pastas, catálogos, adesivos, manuais, relatórios, revista, livros, apostilas, postais, flyers, folders, cardápios, cartões de visita, calendários, etc

Fonte: Pesquisas google – GraphA

André Sanchez

1. Defina se as cores que vai utilizar, serão cores da pantone ou escala CMYK, e certifique-se que as
cores utilizadas no arquivo estão devidamente configuradas conforme o desejado.

2. Quando desejar que uma cor PANTONE seja impressa como cor CMYK, insira
manualmente as porcentagens CMYK na configuração da cor, pois diferentes aplicativos geram
diferentes porcentagens de cores para um mesmo PANTONE.

3. Nunca especifique uma cor preta utilizando as quatro cores, pois as máquinas impressoras não
conseguem lidar com muita cobertura de tinta (mais de 200%).

4. Em áreas chapadas, para obter um preto chapado, na maioria das vezes é usado 100% de Preto, 30% de Cyano e 30% de magenta. Porém, pergunte a gráfica que você irá imprimir quais as porcentagens expecíficas que eles usam para obter um preto chapado.

5. A cor que você vê em seu monitor ou prova a jato de tinta nunca será igual a cor impressa com
cores offset. Para obter um controle sobre o resultado, use uma tabela impressa de cor CMYK
ou PANTONE como referência para sua paleta de cores.

6. Remova todas as cores que não foram utilizadas da palheta de cores do documento, para não
confundir com as cores que serão utilizadas pelas máquinas impressoras.

7. Quando quiser usar cores PANTONE use como referência uma tabela impressa PANTONE.
Caso não possua uma tabela, consulte a gráfica que você imprime os seus trabalho e solicite a tabela de cores pantone impressa que eles utilizam.

8. Atenção aos tons verde escuros (verde musgo), azuis escuros, roxos e violetas. Essas cores
costumam apresentar resultados impressos muito diferentes do que você obtém em seu monitor
ou jato de tinta. Consulte uma escala de cores impressa.

Olá pessoal, tudo bem ?

Passando para mais informações, antes de entrar de férias … rs

Todos nos falamos de varias maquinas de impressão e os mais variados tipos de suporte, que resulta em diferentes tipos de trabalhos, conforme a utilidade de cada um, que foi postado durante este semestre.

Mas, tratando de papeis, que é o mais comum, existe uma variedade enorme.

Encontrei em um site uma listagem dos mais diversos papeis para ser impresso. Segue aí:

Em caso de dúvidas quanto a que tipos de papéis utilizar em determinados trabalhos, sugiro que verifique diretamente com uma papelaria especializada (não estas de esquina, pois eles geralmente não sabem nada).

    • Acetinado – melhor impressão de tipos e ilustração.
    • Apergaminhado – qualidade superior, imita o pergaminho.
    • Bouffant – leve, fofo e áspero, utilizado para impressões de livros.
    • Bristol – cartão de boa qualidade, utilizado para cartões de visita, convites, etc.
    • Bíblia – ou também Papel-da-Índia, opaco, extremamente fino e resistente, utilizado em bíblias e obras muito grandes para diminuir o volume
    • Super Bond – semelhante ao apergaminhado, produzido em azul, verde, rosa, canário e outro. Usado para escrita, envelopes, segunda via de talão e encartes.
    • Couchê gessado – papel brilhante muito próprio para impressão de textos, apesar de ser muito lúcido e incomodar a visão.
    • Couchê mate – ou couchê fosco, um pouco mais barato que o comum e com menos brilho, facilitando a leitura.
    • Couchê monolúcido – possui acabamento gessado em apenas uma das faces, com a outra fosca. Utilizando em cartazes.
    • Offset – junto com o couchê é o mais utilizado, texturas fosca, uso freqüente em livros.
    • Monolúcidos – liso em apenas uma das faces, muito utilizados em cartazes e em folhetos de uma só face.
    • Jornal – papel de baixa qualidade, deve ser usado em apenas rotativas de jornal.
    • Imprensa – é um papel jornal melhorado, apresenta alguns problemas na impressão em policromia, mais utilizado em folhetos de baixíssimo custo.
    • Kraft – muito resistente, usado para embrulhos e sacos (exemplo: embalagem de Sucrilhos).
    • Vergé – textura fosca com uma trama formada por pequenos sulcos, branco ou cores pastéis. Causa sobriedade e diferenciação ao projeto, mas é muito utilizado
    • H.D. (Heavy Duty) – possui certo grau de resistência à tração. Utilizado para embrulhos, confetes, serpentinas, etc.
    • Seda – papel macio utilizado em guardanapos e revestimento de produtos durante o empacotamento.
    • Papel-da-China – fabricado com a casca do bambu, aspecto sujo, mas macio e brilhante, usado em tiragem de gravuras.
    • Papel japonês – ou papel-de-arroz, branco ou pouco amarelado, sedoso, espesso, transparente, frágil, utilizado em gravuras.
    • Pergaminho – faz lembrar o pergaminho, frequentemente utilizado para capas de volumes.
    • “Papel Moeda” – É uma amálgama de papéis diferentes. Ou seja, são papéis diferentes que são combinadas para fazer um só (neste caso, para fazer o papel usado no dinheiro). E, antes que você pergunte, esse tipo de papel você não encontra em lugar nenhum para comprar. Os motivos são óbvios

Tirei as informções deste site:

http://design.blog.br/design-grafico/tipos-de-papel

Luis Alberto P. Buschin

1. O QUE É QUE DEFINE UMA IMPRESSORA MICROPIEZO?

Uma impressora digital é definida como micropiezo quando suas cabeças de impressão permitem gerar goticulas de tinta com tamanho igual ou inferior a 15 picolitros (pl). As cabeças podem gerar goticulas de tamanho variável (caso da Epson) ou de tamanho fixo (Konica Minolta).

2. INSTALAÇÃO DA IMPRESSORA MICROPIEZO

A impressora deve ser instalada numa superfície plana e nivelada para evitar estresse mecânico (torsão), especialmente no caso de impressoras com largura maior que 160cm.
Mantenha condições ambientais estáveis de temperatura e umidade relativa; em especial evite instalar o equipamento em lugares com pó.
Deixe espaço livre suficiente ao redor da impressora para permitir o manuseio de rolos de mídia e da tinta e para fazer a manutenção diária.

3. TEMPERATURA DE SECAGEM

O preaquecedor, quando disponível, deve ser regulado a uma temperatura 5°C mais alta do que o secador.
A temperatura do secador deve estar entre 35 e 45°C; temperaturas mais altas podem ressecar a tinta dentro das cabeças e causar entupimento.
Caso a tinta sangrar ou borrar na mídia aumente a temperatura em incrementos de 2°C ou reduza o limite de tinta no RIP.
A mídia impressa tem que estar seca ao toque após percorrer uma distancia de até 30 cm.

4. ALTURA DAS CABEÇAS DE IMPRESSÃO

A distancia entre as cabeças e a mídia pode afetar a qualidade da impressão. Uma distancia menor propiciará uma qualidade melhor porque aumenta a nitidez dos pontos.
Mídias com rugas ou ondas causadas por tensionamento desigual, excesso de calor ou umidade podem danificar as cabeças ao rasparem elas.
O uso de mídia ondulada causará problemas como manchas na impressão devido a diferenças na altura das cabeças, imagens borradas, etc. A planicidade da mídia é o primeiro requisito para uma impressão de boa qualidade.

5. MANUTENÇÃO DIÁRIA

Um bom programa de manutenção diária é a sua garantia de um equipamento que vai funcionar sem problemas. É de suma importância verificar e limpar os seguintes itens antes de desligar o equipamento:

6. ESTAÇÃO DE SELAGEM (CAP STATION)

As tintas base solvente foram formuladas para secar rapidamente e as estações de selagem foram projetadas para vedar a face da cabeça de impressão impedindo a tinta de secar nos jatos enquanto a máquina não estiver imprimindo.
Jatos com deflexão jogam as gotas de tinta para as bordas aonde elas começam a secar e acumular ao ponto de impedir uma boa vedação. Quando isto acontece o ar se infiltra na estação e seca a tinta dentro dos jatos entupindo-os após algumas horas. O acumulo de tinta impede também as bombas de sucção de tinta de funcionar corretamente; acabam sugando ar em vez de tinta através das cabeças. Espumas deformadas ou levantadas podem danificar a cabeça ou impedir uma boa vedação. Certifique-se de que as espumas estão planas e uniforme.

 

7. CHAPA FRONTAL DAS CABEÇAS

Certifique-se de que não tem tinta seca ou gelificada ao redor das bordas que possa impedir a vedação da estação de selagem. Use cotonetes de espuma embebidos de solvente para remover qualquer resíduo de tinta; limpe os cotonetes com freqüência para não espalhar a tinta e entupir os jatos.
Chapa frontal com tinta gelificada nas bordas

 

8. WIPERS

O wiper é uma peça essencial do processo de limpeza; antes, durante e depois dos ciclos de limpeza (ou purgas) as chapas frontais das cabeças são limpas pela lamina de borracha que raspa o excesso de tinta.
Os wipers tem que ter uma borda lisa, sem rebarbas ou vincos e reta para funcionarem corretamente e isto requer que eles sejam limpos duas vezes ao dia (no mínimo). Use wipers a prova de solvente e troque-os freqüentemente.

 

9. DAMPERS

Os dampers mantêm a estabilidade no sistema da tinta e permitem que o ar no sistema seja evacuado. São encaixados no pino superior da cabeça e tem um oring interno que ajuda na vedação, mantendo uma pressão constante sobre a cabeça. Servem também como um filtro aumentando a durabilidade da cabeça de impressão; os dampers de tela grande permitem uma vazão maior da tinta e duram mais que os dampers comuns por terem uma maior área de filtragem. São os mais recomendados para impressoras solvente.


Damper convencional

Damper de tela grande

Ao inicializar a impressora na manhã, você deve se certificar de que todos os componentes estão em ordem. Se a impressora for desligada e limpa corretamente o dia antes, a inicialização levará somente alguns minutos. Verifique o estado das cabeças imprimindo um test print; faça um clean caso algum jato estiver falhando. Verifique os níveis da tinta nos reservatórios, a temperatura da sala e a umidade relativa antes de iniciar a impressão.

IMPRESSORA SOLVENTE 3.20M TRACER GUEPARD

A nova série de impressoras a base de solvente Tracer Guepard de 3.20m de largura de impressão, possui excelente velocidade máxima de de 80m²/h (08 cabeças) e resolução máxima real de 720dpi. Possui 04 sistemas de aquecimento inteligentes de mídia manipulados via painel de controle, 02 conjuntos de ventiladores e triplo sistema de filtragem da tinta para maior estabilidade, qualidade de impressão e vida útil das cabeças.

A impressora solvente Tracer Guepard vem acompanhada do novo software Photoprint 10, com novas funções para melhor qualidade de impressão, produtividade e gerenciamento de cores. O Photoprint 10.0 DX oferece mapeamento de cores Pantone, otimização de uso da mídia (Nesting), função para uso de dois rolos simultâneos, geração automática de contorno de corte para impressão com recorte, entre diversas outras funções. Também é possivel operar junto de uma plotter de recorte, para corte de contorno de forma simples. A nova ferramenta de estimativa de tinta, apresenta com precisão o gasto real de tinta dos trabalhos impressos, baseando-se inclusive no tamanho da gota. A ferramenta contabiliza as perdas no processo de impressão e o consumo na limpeza das cabeças.

As impressoras Tracer estão disponíveis nos modelos Guepard (04 cabeças Xaar Proton, resolução máxima de 720dpi e velocidade máxima de 40m²/h) e Guepard S (08 cabeças Xaar Proton, resolução máxima de 720dpi e velocidade máxima de 80m²/h).

º Totalmente integrada
A nova impressora de 3.20m Tracer Guepard possui o conceito de integração total e ergonomia. Construída com computador de última geração e tela LCD integrados, o usuário terá toda tecnologia à disposição
desde o primeiro ins tante. Todos os recursos da impressora são concentrados em uma única área de operação, proporcionando maior facilidade de uso e maior controle sobre o equipamento. Todo o gerenciamento da produção via PC e painel de controle do equipamento ficam à mão do usuário.

º Xaar Proton
A nova cabeça de impressão Xaar Proton com 382 nozzles utiliza a mais recente tecnologia a jato de tinta piezoelétrico, que proporciona um desempenho de impressão excelente, permitindo-lhe qualidade de impressão ainda melhor, sem comprometer a velocidade. Possui 53,7mm de largura de impressão, sistema duplo de alimentação de tinta, que garante o fornecimento de tinta à cabeça, mesmo no modo de alta velocidade. Atinge a resolução real de 720dpi, além de ter a capacidade de imprimir em forma de ondas e ter compensador automático de temperatura, que proporciona maior estabilidade de impressão e jatos
mais suaves. O compensador de temperatura interno ajusta automaticamente a voltagem da cabeça para compensar as mudanças de temperatura da tinta.

 

 

Para os amantes de café este post fala sobre um software desenvolvido pela empresa Zipwhip.

A empresa lançou no mercado o uma máquina, tipo impressora, que escreve na espuma do café expresso. A máquina chama Textspresso, é uma iniciativa bem bacana, apesar de parecer uma impressora matricial, mas já é uma ótima iniciativa criativa que poderá ser desenvolvida. Vejam na foto e vídeo abaixo como isso funciona:

 

Fonte: Design on the Rocks

  

HP DESIGNJET Z5200

Imprima seu arquivo em 3 cliques com HP Instant Printing Pro que otimiza o processo de impressão do início ao fim, com preparação rápida e fácil do arquivo, além do posicionamento automático, visualização, orientação e marca de corte.

Imprima arquivos TIF, JPG, PDF, PS, PPT, WORD, EXCEL E DWF facilmente sem a necessidade de possuir os aplicativos instalalados.

Agilize seu processo de envio com uma única ferramenta que proporciona o envio de vários arquivos arquivos de uma vez!