arquivo

Arquivo da tag: designer

 

 

 

O que é?
É uma comunidade restrita onde todo designer precisa ser aprovado para poder participar. Lá, o designer pode fazer o upload de alguns dos seus melhores trabalhos e fornecer seus dados para contato.

O sistema é feito para que clientes em potencial encontrem facilmente designers de sua preferência; seja um designer gráfico, web, de produto, ilustrador, diretor de arte, etc. O cliente pode optar por procurar um freelancer ou alguém pra contratar, além de buscar por cidade ou estado. Ao encontrar o profissional, o cliente pode entrar diretamente em contato com ele sem intermédio e sem cadastro na Comunidade.

Sim, é simples. Essa é a idéia. O diferencial está em como um designer é aprovado para poder se cadastrar na comunidade.

Como eu faço para participar da Comunidade?
Inicialmente, estamos apenas selecionando os designers mais interessantes para participarem da versão beta da Comunidade Design Blog.

O processo de seleção funciona da seguinte maneira:

Qualquer profissional das áreas criativas pode participar: designers gráficos, web, de moda, illustradores, publicitários, fotógrafos, etc
O profissional (você), acessa a página temporária da Comunidade Design Blog, preenche os campos de e-mail e endereço do portfólio no final da página
Entre os dias 6 a 10 de fevereiro (as datas podem mudar!), uma equipe dedicada irá avaliar os projetos dos cadastrados e dar notas baseados em critérios pré-estabelecidos.
Os que atingirem uma nota média vão receber um convite via e-mail para completar o cadastro na Comunidade
Será uma comunidade restrita, onde todos precisam ser aprovados para participarem afim de garantir um alto grau de qualidade entre os profissionais lá presentes.

Além disto, ainda teremos os “designers verificados” – são designers que são aprovados e recebem nossa confiança total por prestarem um serviço de qualidade. O processo para selecionar estes designers está sendo avaliado no momento, mas os que foram escolhidos receberão um selo especial nas suas páginas de perfil.

E quanto custa tudo isto?
É tudo de graça. Não vamos cobrar dos profissionais que tiverem conta na Comunidade e nem dos clientes em potencial para procurar os profissionais. Os clientes terão contato direto com os profissionais e não iremos intermediar nada.
Como faço para participar da versão beta?
Corre lá pra página da Comunidade Design Blog e preencha seus dados. Depois, basta ter paciência. Se tivermos muitos participantes, o processo para selecionar os escolhidos pode ser mais demorado.

E se você não for selecionado de primeira, não se preocupe! Re-abriremos as inscrições após o lançamento do site onde você pode tentar novamente.

 

Profissionais e estudantes de design acompanharam a sessão de 28.03.2012 da CTASP – Comissão de Trabalho, de Adminstração e Serviço Público na qual foi aprovado o projeto de lei 1391/2011 que regulamenta a profissão de Designer. A próxima a etapa é o projeto ser encaminhado a Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania – CCJC para apreciação e votação, e em seguida para a sanção da Presidente da República Dilma Rousseff.

Desde a semana passada, uma comissão de designers vinha se reunindo com os assessores dos deputados Roberto Santiago (PSD/SP) Efraim Filho (DEM/PB), Penna (PV/SP), Sandro Mabel (PMDB/GO) e Assis Melo (PCdoB/RS) para estudar as modificações a serem feitas no projeto de lei que não apenas garantisse sua aprovação na CTASP como também facilitasse seu trâmite na CCJ.

Apesar de sermos o 45º item na ordem da votação da sessão de do dia 28, foi solicitada a inversão de pauta pelo deputado Mauro Nazif (PSB/RO) a pedido da deputada Andreia Zito (PSDB/RJ) que nos deu prioridade na sessão.

O relator Efraim Filho apresentou verbalmente as modificações feitas em comum acordo com os gabinetes dos deputados que haviam pedido vista (revisão) do projeto de lei, apoiado pelos aplausos dos manifestantes reconhecidos pelas camisetas amarelas produzidas pela Adegraf e distribuindo adesivos ‘Regulamentem o Designer Já!’ entre os parlamentares.

Após uma série de contrapropostas e debates, o projeto de lei foi aprovado por unanimidade com duas pequenas modificações no projeto original: o registro, controle e fiscalização não são descritos mais sob a responsabilidade de conselhos federal e regional a serem criados (que não estavam, nem poderiam estar, detalhados no projeto) e sim do Ministério do Trabalho; e fica assegurado o exercício da profissão aqueles que o comprovarem por um período superior a 3 anos (e não mais a 5).

O presidente da CTASP deputado Sebastião Bala Rocha (PDT/AP) conduziu a votação após ouvir questionamentos e depoimentos de apoio dos deputados Jorge Corte Real e Silvio Costa (PTB/PE), Walney Rocha (PTB/RJ), Gorete Pereira (PR/CE) e Flávia Morais (PDT/GO), e após a aprovação desejou boa sorte aos designers rumo a CCJC.

A mobilização da classe nas redes sociais, entidades profissionais e instituições de ensino foi essencial para esta primeira vitória. Gostaríamos de pedir aos profissionais e  representantes destas que enviassem emails de agradecimentos aos deputados da CTASP, em especial aos mencionados aqui – até por que esta estratégia deverá se repetir quando da ida do PL ao CCJC.

Fonte:http://adg.org.br

Para quem não sabe, dia 05 de novembro, é o dia Dia Nacional do Designer!

Para comemorar segue uma pequena lista no melhor estilo “Amar é…” mas para designers que encontrei na net e achei muito legal (design.blog.br).

Parabéns a todos os designers do Brasil e do mundo e vamos continuar na luta para que nossa profissão ganhe mais notoriedade!

  • ver o despertador avisar a hora de ir dormir, e não a hora de acordar;
  • ter uma diéta a base de café, Coca-Cola e RedBull;
  • ter fones de ouvidos quase implantados na sua cabeça;
  • tomar café da manhã, almoço e janta ao mesmo tempo;
  • ver os amigos dizerem “Que bonito isso!” mas não entenderem o conceito;
  • refazer um job pois ninguém entendeu o conceito;
  • ter mais fotos de coisas do que de sua família;
  • saber usar o Photoshop, Illustrator, InDesign e Dreamweaver mas não entender como rodar o Excel;
  • comprar revistas de R$ 50 mas não ter tempo de ler;
  • não conseguir olhar para qualquer coisa gráfica sem tentar melhorá-la na sua cabeça;
  • não conseguir andar pelo shopping sem criticar embalagens de produtos;
  • ouvir sua vó lhe apresentar orgulhosamente como “artista” para amigos;
  • ver sua mãe achar que você trabalha com computadores;
  • ser confundido como “técnico em informática” pois “você passa muito tempo na frente daquele tal computador”;
  • cobrar o cliente constantemente o briefing e materiais para não estourar o cronograma;
  • ver o cliente demorar para enviar o briefing e materiais e depois reclamar que você está estourando o cronograma;
  • terminar o projeto após 3 meses e 20 rodadas de aprovação para o cliente dizer “não sei…acho que não ficou muito legal”;
  • passar metade do projeto convencendo o cliente que você sabe o que está fazendo;
  • passar a outra metade do projeto explicando ao cliente que você está cobrando pelo seu conhecimento;
  • ver alguém dizer “Meu sobrinho também faz dizáin“. E quando questionado sobre em qual período ele se encontra, escutar um “Tá terminando o Ensino Médio”;
  • acordar se sentido um “garoto de programa” pensando em duas coisas: 1) você precisa parar com isso. 2) você precisa cobrar mais caro por isso;
  • passar metade da vida falando pra todo mundo que “logomarca” não existe;
  • desistir de ensinar a todo mundo que “logomarca” não existe;
  • estranhar aquela luz amarela no céu quando você finalmente sai de casa durante o dia;
  • ter que explicar a um cliente que uma gráfica não imprime uma imagem JPG com resolução de 72dpi e em RGB para fazer um outdoor;
  • ter que explicar ao cliente o que é JPG, dpi, RGB e “cêmique“;
  • ter que explicar que Pantone não é aquele pão com frutas cristalizadas que vendem no natal;
  • acordar dia após dia, sabendo que essas coisas nunca vão mudar e mesmo assim pensar: “Eu não me vejo fazendo nada melhor na vida. Amo tudo isso”
SHOW !!!!!!!!!
Postado por: Maritsa Sanchez _(^.^)_