arquivo

Maritsa Sanchez

Conseguir um emprego como designer (ou até mesmo freelas) não é nada difícil quando você sabe onde procurar e como se preparar. Eis algumas dicas valiosas.

Antes de querer procurar um emprego ou jobs, você precisa ter um portfólio. Portfólios online são sempre a melhor escolha, no entanto portfólios impressos podem render pontos extras (no caso de designers gráficos).

Depois disto, um currículo é importante também. Você pode optar por sistema de currículos online como o LinkedIn ou impressos. Facilite sua vida: faça os dois. Aproveite para seguir estas dicas do que colocar no seu currículo e estas outras dicas do que não colocar nele.

Se você está procurando um emprego fixo de design e vai a uma entrevista, aprenda a se vender, ter um portfólio só com trabalhos fantásticos seus (nada de colocar coisas feias só para mostrar tua evolução!) e conheça a empresa de antemão para não passar vexame – estas 11 dicas cobrem as bases para quem está procurando um emprego.

Você pode encontrar vagas facilmente em vários sites como a Catho (onde pode também anunciar seu currículo), a InfoJobs ou o Na Labuta – isto para empregos Brasil. Existem centenas de sites oferecendo emprego em outros países – basta googlar.

Já se você for freelancer e só estiver procurando alguns jobs, o Get Ninjas pode te ajudar a conseguir aquele job de design. Outra dica interessante é ficar de olho nas ofertas divulgadas no Twitter. Você pode fazer isto assinando este feed que fica de olho de ofertas de jobs de design e web design publicados no Twitter.

A dica mais importa é: seja criativo. Estamos em um meio onde os mais criativos recebem as melhores ofertas.

Um cartão de visitas diferente, bem executado, faz uma diferença enorme. Um portfólio online que é diferente dos outros só vai ajudar a melhorar suas chances de conseguir um job ou emprego bom. Vá até empresas e explique pra eles por que seria uma terrível idéia eles não te contratarem. Conheço vários designers que não medem esforços para conseguir um job específico ou emprego em algum lugar onde querem trabalhar.

Trabalhe duro e não perca a esperança após receber vários “não”s. Não é fácil conseguir um bom emprego como designer, mas se você se aplicar, verá que também não é muito difícil. Boa sorte!

Anúncios

 

 

 

O que é?
É uma comunidade restrita onde todo designer precisa ser aprovado para poder participar. Lá, o designer pode fazer o upload de alguns dos seus melhores trabalhos e fornecer seus dados para contato.

O sistema é feito para que clientes em potencial encontrem facilmente designers de sua preferência; seja um designer gráfico, web, de produto, ilustrador, diretor de arte, etc. O cliente pode optar por procurar um freelancer ou alguém pra contratar, além de buscar por cidade ou estado. Ao encontrar o profissional, o cliente pode entrar diretamente em contato com ele sem intermédio e sem cadastro na Comunidade.

Sim, é simples. Essa é a idéia. O diferencial está em como um designer é aprovado para poder se cadastrar na comunidade.

Como eu faço para participar da Comunidade?
Inicialmente, estamos apenas selecionando os designers mais interessantes para participarem da versão beta da Comunidade Design Blog.

O processo de seleção funciona da seguinte maneira:

Qualquer profissional das áreas criativas pode participar: designers gráficos, web, de moda, illustradores, publicitários, fotógrafos, etc
O profissional (você), acessa a página temporária da Comunidade Design Blog, preenche os campos de e-mail e endereço do portfólio no final da página
Entre os dias 6 a 10 de fevereiro (as datas podem mudar!), uma equipe dedicada irá avaliar os projetos dos cadastrados e dar notas baseados em critérios pré-estabelecidos.
Os que atingirem uma nota média vão receber um convite via e-mail para completar o cadastro na Comunidade
Será uma comunidade restrita, onde todos precisam ser aprovados para participarem afim de garantir um alto grau de qualidade entre os profissionais lá presentes.

Além disto, ainda teremos os “designers verificados” – são designers que são aprovados e recebem nossa confiança total por prestarem um serviço de qualidade. O processo para selecionar estes designers está sendo avaliado no momento, mas os que foram escolhidos receberão um selo especial nas suas páginas de perfil.

E quanto custa tudo isto?
É tudo de graça. Não vamos cobrar dos profissionais que tiverem conta na Comunidade e nem dos clientes em potencial para procurar os profissionais. Os clientes terão contato direto com os profissionais e não iremos intermediar nada.
Como faço para participar da versão beta?
Corre lá pra página da Comunidade Design Blog e preencha seus dados. Depois, basta ter paciência. Se tivermos muitos participantes, o processo para selecionar os escolhidos pode ser mais demorado.

E se você não for selecionado de primeira, não se preocupe! Re-abriremos as inscrições após o lançamento do site onde você pode tentar novamente.

 

Web design

O projeto de uma interface para web interage com muitas outras áreas além da visual, como é de costume na produção de um cardápio ou de um flyer ou uma peça gráfica em geral. É nessa linha que surgem os primeiros tropeços da falta de informação destes pseudo-webdesigners.

Acostumados a tratarem apenas do visual, deixam de lado a premissa mais importante da web hoje, o UCD (design centrado no usuário), que trata-se em priorizar os diferentes tipos de usuários avaliando suas capacitações e limitações.

A internet reproduz o mesmo site de diversas maneiras, as cores e a resolução mudam de monitor para monitor, a renderização de browser para browser, a velocidade de navegação de usuário para usuário, interferindo diretamente na percepção visual da página, ao contrário de um material impresso. Não apenas as limitações de hardware, deve-se compreender que falando de internet, tratamos de padrões rígidos que para serem quebrados devem ser estudados e testados de forma a descobrir seu sucesso. Denominamos de acessibilidade esses padrões invisíveis que se repetem em vários sites e tornam-se comuns, habituando o usuário. Por exemplo, a barra de busca encontra-se preferencialmente ao lado direito e ao topo; para retornar à página principal, normalmente clicamos na logo da empresa .
Mapa do tesouro da usabilidade

Tais fundamentos estão inseridos no usuário e muda-los drasticamente, tornará sua interface não-intuitiva, obrigando o usuário a pensar e exigindo uma curva de aprendizado para a navegação. No final frustrando-o.

Uma interface digital necessita interação e dinamismo, tudo acontece muito rápido, estamos há um click de outro site, a pressa ao usar o computador faz com que o usuário não tenha uma leitura atenta e navegue a partir da tentativa e erro. É preciso resumir e sintetizar a informação, de modo que seja encontrada rapidamente. Tendo agora mais uma área envolvida no projeto de um website denominada de “Arquitetura da informação” .

Passado essa turbulência, ainda temos mais um obstáculo pela frente, o programador, ou seja, aquele que irá desenvolver o front-end do website, tirá-lo do layout e aplicá-lo. Por ser apenas um designer e não um web designer ele não tem domino de xhtml e CSS, ferramentas básicas para criar a estruturação e a estilização da página, projetando-a como um impresso, alinhando todos os itens de um menu à esquerda e o último, por capricho, a direita.

Na montagem do layout é necessária mais uma classe para poder alinhar esse ultimo item, adicionando linhas de código ou até mesmo uma imagem a mais, aumentando o tempo de produção do programador e deixando o site mais pesado.
Diagrama para o webdesign

A interface web trabalha com marcações que trazem a idéia de padrões. Todo o título deve ser estilizado de forma similar para facilitar a identificação do usuário na página(acessibilidade) e pelo modo com que as linguagens de
marcações trabalham. A partir do momento que este designer aprender a implementar seu próprio layout vai entender o funcionamento e projetar pensando na montagem. Minimizando o tamanho do site e agilizando processo de produção.

O motivo desse desdenho em relação ao web design está no fato de ser uma área nova que cresce em tamanho e faturamento, absurdamente. A falta de um mercado sólido abre brechas para qualquer fundo de quintal se aventurar na construção de websites e a falta de profissionais capacitados obriga ou abre oportunidade para o designer gráfico se adptar, porem essa adaptação muitas vezes vem com a falta de informação e domínio do assunto não levando atenção necessária. Bastando contratar alguém que implemente os layouts e estará pronto para web. Essa idéia muitas vezes agrada o cliente nas primeiras impressões, mas não os seus usuários, tornando o website falho.

1. O QUE É QUE DEFINE UMA IMPRESSORA MICROPIEZO?

Uma impressora digital é definida como micropiezo quando suas cabeças de impressão permitem gerar goticulas de tinta com tamanho igual ou inferior a 15 picolitros (pl). As cabeças podem gerar goticulas de tamanho variável (caso da Epson) ou de tamanho fixo (Konica Minolta).

2. INSTALAÇÃO DA IMPRESSORA MICROPIEZO

A impressora deve ser instalada numa superfície plana e nivelada para evitar estresse mecânico (torsão), especialmente no caso de impressoras com largura maior que 160cm.
Mantenha condições ambientais estáveis de temperatura e umidade relativa; em especial evite instalar o equipamento em lugares com pó.
Deixe espaço livre suficiente ao redor da impressora para permitir o manuseio de rolos de mídia e da tinta e para fazer a manutenção diária.

3. TEMPERATURA DE SECAGEM

O preaquecedor, quando disponível, deve ser regulado a uma temperatura 5°C mais alta do que o secador.
A temperatura do secador deve estar entre 35 e 45°C; temperaturas mais altas podem ressecar a tinta dentro das cabeças e causar entupimento.
Caso a tinta sangrar ou borrar na mídia aumente a temperatura em incrementos de 2°C ou reduza o limite de tinta no RIP.
A mídia impressa tem que estar seca ao toque após percorrer uma distancia de até 30 cm.

4. ALTURA DAS CABEÇAS DE IMPRESSÃO

A distancia entre as cabeças e a mídia pode afetar a qualidade da impressão. Uma distancia menor propiciará uma qualidade melhor porque aumenta a nitidez dos pontos.
Mídias com rugas ou ondas causadas por tensionamento desigual, excesso de calor ou umidade podem danificar as cabeças ao rasparem elas.
O uso de mídia ondulada causará problemas como manchas na impressão devido a diferenças na altura das cabeças, imagens borradas, etc. A planicidade da mídia é o primeiro requisito para uma impressão de boa qualidade.

5. MANUTENÇÃO DIÁRIA

Um bom programa de manutenção diária é a sua garantia de um equipamento que vai funcionar sem problemas. É de suma importância verificar e limpar os seguintes itens antes de desligar o equipamento:

6. ESTAÇÃO DE SELAGEM (CAP STATION)

As tintas base solvente foram formuladas para secar rapidamente e as estações de selagem foram projetadas para vedar a face da cabeça de impressão impedindo a tinta de secar nos jatos enquanto a máquina não estiver imprimindo.
Jatos com deflexão jogam as gotas de tinta para as bordas aonde elas começam a secar e acumular ao ponto de impedir uma boa vedação. Quando isto acontece o ar se infiltra na estação e seca a tinta dentro dos jatos entupindo-os após algumas horas. O acumulo de tinta impede também as bombas de sucção de tinta de funcionar corretamente; acabam sugando ar em vez de tinta através das cabeças. Espumas deformadas ou levantadas podem danificar a cabeça ou impedir uma boa vedação. Certifique-se de que as espumas estão planas e uniforme.

 

7. CHAPA FRONTAL DAS CABEÇAS

Certifique-se de que não tem tinta seca ou gelificada ao redor das bordas que possa impedir a vedação da estação de selagem. Use cotonetes de espuma embebidos de solvente para remover qualquer resíduo de tinta; limpe os cotonetes com freqüência para não espalhar a tinta e entupir os jatos.
Chapa frontal com tinta gelificada nas bordas

 

8. WIPERS

O wiper é uma peça essencial do processo de limpeza; antes, durante e depois dos ciclos de limpeza (ou purgas) as chapas frontais das cabeças são limpas pela lamina de borracha que raspa o excesso de tinta.
Os wipers tem que ter uma borda lisa, sem rebarbas ou vincos e reta para funcionarem corretamente e isto requer que eles sejam limpos duas vezes ao dia (no mínimo). Use wipers a prova de solvente e troque-os freqüentemente.

 

9. DAMPERS

Os dampers mantêm a estabilidade no sistema da tinta e permitem que o ar no sistema seja evacuado. São encaixados no pino superior da cabeça e tem um oring interno que ajuda na vedação, mantendo uma pressão constante sobre a cabeça. Servem também como um filtro aumentando a durabilidade da cabeça de impressão; os dampers de tela grande permitem uma vazão maior da tinta e duram mais que os dampers comuns por terem uma maior área de filtragem. São os mais recomendados para impressoras solvente.


Damper convencional

Damper de tela grande

Ao inicializar a impressora na manhã, você deve se certificar de que todos os componentes estão em ordem. Se a impressora for desligada e limpa corretamente o dia antes, a inicialização levará somente alguns minutos. Verifique o estado das cabeças imprimindo um test print; faça um clean caso algum jato estiver falhando. Verifique os níveis da tinta nos reservatórios, a temperatura da sala e a umidade relativa antes de iniciar a impressão.

IMPRESSORA SOLVENTE 3.20M TRACER GUEPARD

A nova série de impressoras a base de solvente Tracer Guepard de 3.20m de largura de impressão, possui excelente velocidade máxima de de 80m²/h (08 cabeças) e resolução máxima real de 720dpi. Possui 04 sistemas de aquecimento inteligentes de mídia manipulados via painel de controle, 02 conjuntos de ventiladores e triplo sistema de filtragem da tinta para maior estabilidade, qualidade de impressão e vida útil das cabeças.

A impressora solvente Tracer Guepard vem acompanhada do novo software Photoprint 10, com novas funções para melhor qualidade de impressão, produtividade e gerenciamento de cores. O Photoprint 10.0 DX oferece mapeamento de cores Pantone, otimização de uso da mídia (Nesting), função para uso de dois rolos simultâneos, geração automática de contorno de corte para impressão com recorte, entre diversas outras funções. Também é possivel operar junto de uma plotter de recorte, para corte de contorno de forma simples. A nova ferramenta de estimativa de tinta, apresenta com precisão o gasto real de tinta dos trabalhos impressos, baseando-se inclusive no tamanho da gota. A ferramenta contabiliza as perdas no processo de impressão e o consumo na limpeza das cabeças.

As impressoras Tracer estão disponíveis nos modelos Guepard (04 cabeças Xaar Proton, resolução máxima de 720dpi e velocidade máxima de 40m²/h) e Guepard S (08 cabeças Xaar Proton, resolução máxima de 720dpi e velocidade máxima de 80m²/h).

º Totalmente integrada
A nova impressora de 3.20m Tracer Guepard possui o conceito de integração total e ergonomia. Construída com computador de última geração e tela LCD integrados, o usuário terá toda tecnologia à disposição
desde o primeiro ins tante. Todos os recursos da impressora são concentrados em uma única área de operação, proporcionando maior facilidade de uso e maior controle sobre o equipamento. Todo o gerenciamento da produção via PC e painel de controle do equipamento ficam à mão do usuário.

º Xaar Proton
A nova cabeça de impressão Xaar Proton com 382 nozzles utiliza a mais recente tecnologia a jato de tinta piezoelétrico, que proporciona um desempenho de impressão excelente, permitindo-lhe qualidade de impressão ainda melhor, sem comprometer a velocidade. Possui 53,7mm de largura de impressão, sistema duplo de alimentação de tinta, que garante o fornecimento de tinta à cabeça, mesmo no modo de alta velocidade. Atinge a resolução real de 720dpi, além de ter a capacidade de imprimir em forma de ondas e ter compensador automático de temperatura, que proporciona maior estabilidade de impressão e jatos
mais suaves. O compensador de temperatura interno ajusta automaticamente a voltagem da cabeça para compensar as mudanças de temperatura da tinta.

 

 

Profissionais e estudantes de design acompanharam a sessão de 28.03.2012 da CTASP – Comissão de Trabalho, de Adminstração e Serviço Público na qual foi aprovado o projeto de lei 1391/2011 que regulamenta a profissão de Designer. A próxima a etapa é o projeto ser encaminhado a Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania – CCJC para apreciação e votação, e em seguida para a sanção da Presidente da República Dilma Rousseff.

Desde a semana passada, uma comissão de designers vinha se reunindo com os assessores dos deputados Roberto Santiago (PSD/SP) Efraim Filho (DEM/PB), Penna (PV/SP), Sandro Mabel (PMDB/GO) e Assis Melo (PCdoB/RS) para estudar as modificações a serem feitas no projeto de lei que não apenas garantisse sua aprovação na CTASP como também facilitasse seu trâmite na CCJ.

Apesar de sermos o 45º item na ordem da votação da sessão de do dia 28, foi solicitada a inversão de pauta pelo deputado Mauro Nazif (PSB/RO) a pedido da deputada Andreia Zito (PSDB/RJ) que nos deu prioridade na sessão.

O relator Efraim Filho apresentou verbalmente as modificações feitas em comum acordo com os gabinetes dos deputados que haviam pedido vista (revisão) do projeto de lei, apoiado pelos aplausos dos manifestantes reconhecidos pelas camisetas amarelas produzidas pela Adegraf e distribuindo adesivos ‘Regulamentem o Designer Já!’ entre os parlamentares.

Após uma série de contrapropostas e debates, o projeto de lei foi aprovado por unanimidade com duas pequenas modificações no projeto original: o registro, controle e fiscalização não são descritos mais sob a responsabilidade de conselhos federal e regional a serem criados (que não estavam, nem poderiam estar, detalhados no projeto) e sim do Ministério do Trabalho; e fica assegurado o exercício da profissão aqueles que o comprovarem por um período superior a 3 anos (e não mais a 5).

O presidente da CTASP deputado Sebastião Bala Rocha (PDT/AP) conduziu a votação após ouvir questionamentos e depoimentos de apoio dos deputados Jorge Corte Real e Silvio Costa (PTB/PE), Walney Rocha (PTB/RJ), Gorete Pereira (PR/CE) e Flávia Morais (PDT/GO), e após a aprovação desejou boa sorte aos designers rumo a CCJC.

A mobilização da classe nas redes sociais, entidades profissionais e instituições de ensino foi essencial para esta primeira vitória. Gostaríamos de pedir aos profissionais e  representantes destas que enviassem emails de agradecimentos aos deputados da CTASP, em especial aos mencionados aqui – até por que esta estratégia deverá se repetir quando da ida do PL ao CCJC.

Fonte:http://adg.org.br

Mais rápido, mais preciso, prensas de alta qualidade … Desde originalmente ter começado como um fabricante de ferramentas de precisão da máquina em 1919, Shinohara tem continuamente ao longo dos anos perseguido melhor tecnologia para seus produtos. Estes esforços levaram à conclusão da primeira impressão japonês automatizado dois-revolução em 1957. Em 1979, Shinohara lançou seu sistema patenteado de aperfeiçoamento, ea empresa continua a busca de aplicações de impressão para a próxima geração de produtos. E agora há os 75 da Série multicolorido Pilha alta Presses.

Shinohara é o fabricante de imprensa apenas no Japão, com sua própria fundição, onde muitos fabricantes das peças utilizadas em prensas de seus Shinohara, incluindo leitos de máquina, molduras laterais, e cilindros. A produção se concentra em produtos de precisão em sistemas mecatrônicos, que formam o núcleo de sua tecnologia gráfica. Esta é uma razão fundamental para a rigidez super e precisão de peças fundidas.

As 75 da Série multicolorido Pilha alta Prensas são o mais rápido do mundo – a uma velocidade de impressão de 17.000 IPH (impressões por hora), com largura de folha larga. A tecnologia revolucionária oferece às empresas oportunidades para estratégias avançadas para atender a uma variedade de demandas da indústria e do mercado.

Para mais informações, entre em contato conosco (503) 255-5800 ou (800) 278-5123.

 

Ecrã sensível
Uma grande variedade de tarefas pode ser controlado através de um ecrã táctil projetado para melhorar a eficiência do operador. Os operadores também podem monitorar suas configurações na tela quando eles selecionam placas ou mudar para o aperfeiçoamento.
17.000 IPH
A Série 75 Multicolor alta Pile imprensa apresenta uma cabeça de alimentação redesenhado para atender à velocidade máxima de impressão de 17.000 IPH. Há também menos ajustes necessários ao mudar o tamanho da folha, o que melhora o desempenho de alimentação de papel e reduz ajustamentos operador.
Sistema de Registro que mantém o desempenho em altas velocidades de produção
O aumento da rigidez das pinças faz o registo consistente em alta velocidade poisslbe impressão.Além disso, um detector de dupla folha-de ultra-sons é utilizado para monitorizar papéis atolamento independentemente da espessura ou da cor.
Placa Changer
Placa Shinohara de Changer (SPC) oferece semi-automática de troca de chapas com o toque de um botão, e não requer nenhum dobrador de 90 graus e sem ferramentas, de modo que qualquer operador pode mudar as placas com rapidez e precisão. Transição Placa leva menos de um minuto por unidade. Esta prensa velocidades make-ready, aumenta o tempo de execução de imprensa, e melhora a eficiência global.
Sistemas automáticos de limpeza
Manter os cilindros cobertor e rolos de tinta limpa é fundamental para manter a qualidade de impressão.Shinohara automática do cobertor sistema de lavagem-up e sistema automático de rolos de tinta limpeza completa as operações de limpeza com o toque de um botão, em menos de um minuto.
Aperfeiçoamento do sistema: uma precisão de cor
O sistema Shinohara aperfeiçoamento aplica master / sub-sistema de pinça e os rolos de papel-end guia para garantir transferência de papel precisa e se cadastrar. A operação de passagem da reta de Perfeccionador e vice-versa é fácil e monitorado por uma orientação visível.
7 Alinhamento O’Clock Cilindro
Os Shinohara 75 prensas Pilha alta da série usar sete horas de alinhamento de cilindro (placa, cobertor cilindros, impressão) prevening o choque lacuna marcação. Desenvolvido com o auxílio de computadores, este esquema superiores cilindro também assegura uma melhor distribuição de tinta e espessura da película de tinta.
Sistema de tintagem de Balanço Hídrico Ótimo
A disposição de rolos óptima foi concebido para melhorar a eficiência da distribuição de tinta. O sistema alcança uma transferência de tinta ideal e sempre mantém o equilíbrio água / tinta ideal. Rider posição rolo pode ser alterada por um simples toque no botão para imprimir uma imagem pequena.Com um sistema de rolos de tinta opcionalmente controle de temperatura, é possível para minimizar as alterações no ambiente de máquina.
Controle de entrega exata
Sopradores de ar Shinohara e freios folha funcionar de forma eficiente, garantindo a entrega adequada do papel direito para baixo para a última folha impressa. Mecanismos melhorados, incluindo frente e papel lado jogs assegurar uma saída consistente. Um embutido opcional secador de infravermelhos pode ser aplicado para reduzir o tempo entre os processos de produção.
Controle Remoto Placa sistema de registro
Patenteado Shinohara da placa do sistema armar grampo possui um sistema correlato, que permite ajustes finos a serem feitas para registrar a chapa sem aplicação de uma pressão excessiva no prato. Placa de registo pode ser ajustado durante a impressão. A gama de ajuste de armar é de até 0,6 mm, que faz com que o sistema ideal para vários tipos de placas de impressão.
Próxima geração de Console de Operação
Usando várias CPUs, Shinohara tornou possível para controlar todos os motores diferentes na imprensa simultaneamente através da consola de operação, reduzindo drasticamente fazer-pronto tempo. O console de operação também fornece gráficos de barras de aberturas de tinta-chave, além das teclas sensíveis ao toque, e apresenta uma cor do painel de toque PC.Melhor legibilidade evita erros e melhora as comunicações entre o operador ea máquina.
Grande Formato-Tamanho da folha de impressão
Com a versão de grande formato (23 polegadas, ou 585x750mm), oito impressões de tamanho B5 pode ser alcançado em ambos os lados um ou ambos os lados da folha.
(Opcional) verniz em linha e Sistemas de Secagem
Os 75 da Série multicolorido Pilha de alta prensas pode ser equipado com uma lâmina de médico opcional câmara de tipo aquoso ou aquoso / UV em linha de sistema de revestimento de verniz que também pode ser usado para o revestimento de mancha com uma placa de resina convexo. A prensa pode também usar secador de infravermelhos e sistema de cura a frio UV que permite a impressão em plástico, bem como uma grande variedade de artigos.

 

Características e Acessórios:

Aqui são apenas algumas das muitas características e acessórios disponíveis com o sistema Shinohara Multicolor 75:

  • Papel Pile Alimentador pré-carregamento de dispositivos
  • Mecânicos e elétricos duplos Detectores Folha
  • On-the Run-ajuste do sincronismo Alimentador
  • Impressão On / Off Detector
  • Detector Folha de Superação
  • Side-Guided Detector de papel (opcional)
  • Antiestático Blower sobre a cabeça de Feeder (opcional)
  • Alimentador Nonstop (opcional)
  • Ajuste Key Remote Controlled Ink
  • Amortecimento Fonte Rolo velocidade Sistema de controle remoto
  • Free-Standing Dampening Arrefecimento / Unidade de circulação
  • Sistema de Amortecimento Contínuo
  • Lâmina Fonte Segmentado Ink
  • Placa Cilindro Lateral / Radial dispositivo de controle remoto
  • Shinohara Mudança Placa Semi-automático (SPC)
  • Sistema automático Washup Blanket
  • Operação Side Disco de Ajuste de Impressão
  • Anti-manchas papel na transferência de Cilindro
  • Folha de Alisamento
  • Eliminador de Estática
  • Sistema de pulverização de pó
  • Freio Folha
  • Detector de folha com defeito Entregue
  • Aquosa inline Revestidor (opcional)
  • UV e aquoso inline Revestidor (opcional)
  • Dispositivo secador de Infravermelhos (opcional)
  • Dispositivo de cura UV (opcional)
  • Interdeck dispositivo de cura UV (opcional)
  • POD Touch Screen
  • Contador Total
  • Contador Folha de pré-
  • Shinohara Registrar-marca e imagem de área de dispositivos de medição (SRIM) (opcional)
  • Preregister System (opcional)

Especificações:

Especificação Série de alta High-Pile Series (Single-sided) High-Pile Series (Aperfeiçoamento)
Velocidade máxima de impressão 17.000 SPH 17.000 SPH 17.000 SPH
Tamanho da folha máxima (20 “) 20-15/32 “x 29-17/32” (520 milímetros x 750 milímetros) 20-15/32 “x 29-17/32” (520 milímetros x 750 milímetros) 20-15/32 “x 29-17/32” (520 milímetros x 750 milímetros)
Tamanho da folha máxima (23 “) 23-1/32 “x 29-17/32” (585 milímetros x 750 milímetros) 23-1/32 “x 29-17/32” (585 milímetros x 750 milímetros) 23-1/32 “x 29-17/32” (585 milímetros x 750 milímetros)
Dimensão mínima da folha 10-15/64 “x 15-3/4” (260mm x 400mm) 10-15/64 “x 15-3/4” (260mm x 400mm) 11-13/16 “x 15-3/4” (300mm x 400mm)
Espessura do papel Runnable 0,002 “-0,016” (0,04 milímetros, 0,40 milímetros) 0,002 “-0,016” (0,04 milímetros, 0,40 milímetros) 0,002 “-0,016” (0,04 milímetros, 0,40 milímetros)
Área de impressão máxima (20 “) 20-5/64 “x 29-1/8” (510 milímetros x 740 milímetros) 20-5/64 “x 29-1/8” (510 milímetros x 740 milímetros) 19-11/16 “x 29-1/8” (500mm x 740 mm)
Área de impressão máxima (23 “) 22-41/64 “x 29-1/8” (575 milímetros x 740 milímetros) 22-41/64 “x 29-1/8” (575 milímetros x 740 milímetros) 22-15/64 “x 29-1/8” (565 milímetros x 740 milímetros)
Tamanho placa (20 “) 23-13/16 “x 29-11/16” (29-21/64 “); 605 milímetros x 754 milímetros (745 milímetros) 23-13/16 “x 29-11/16” (29-21/64 “); 605 milímetros x 754 milímetros (745 milímetros) 23-13/16 “x 29-11/16” (29-21/64 “); 605 milímetros x 754 milímetros (745 milímetros)
Tamanho placa (23 “) 25 “x29-11/16” (29-21/64 “); 635 milímetros x 754 milímetros (745 milímetros) 25 “x29-11/16” (29-21/64 “); 635 milímetros x 754 milímetros (745 milímetros) 25 “x29-11/16” (29-21/64 “); 635 milímetros x 754 milímetros (745 milímetros)
Altura Pile Alimentador 35-7/16 “(900mm) 35-7/16 “(900mm) 35-7/16 “(900mm)
Altura Pile Entrega 28-47/64 “(730 milímetros) 28-47/64 “(730 milímetros) 28-47/64 “(730 milímetros)