Impressão Digital em 3D

A impressão digital 3D é uma das tecnologias mais revolucionárias entre os novos processos gráficos. Segundo a revista The Economist, assim como a revolução industrial mudou o modo de se produzir como nunca se poderia imaginar – tornando a produção em massa extremamente econômica, a impressão de peças únicas tão baratas quanto uma peça industrializada provocará uma revolução cuja dimensão ainda não podemos imaginar.

Entendo melhor

Impressora 3D

A impressão 3D, surgida recentemente, é indicada para a fabricação de pequenas peças ou protótipos de peças tridimensionais, em impressoras de mesa. No momento, só é possível se utilizar certos materiais como plásticos, resinas e metais, e ainda com uma precisão limitada. Essa tecnologia além de ser conhecida como impressão tridimensional (3D), é também chamada de prototipagem aditiva. Em termos de tecnologia, é uma extensão da velha impressora jato de tinta. Pra quem não conhece, uma impressora jato de tinta é basicamente composta de uma cabeça de gravação móvel que deposita pequenas quantidades de material, neste caso, tinta, sobre um substrato parado, criando uma imagem. Uma impressora 3D é essencialmente uma cabeça de gravação fixa que deposita pequenas quantidades de material em uma plataforma em movimento. A grande diferença é que, em vez de tinta, a impressora 3D deposita plástico, resina ou metal, camada por camada, para criar um objeto tridimensional. Fantástico, não é? A tecnologia é usada em diversos ramos de produção, como a joalheria, calçado, design de produto, arquitetura, automotivo, aeroespacial e indústrias de desenvolvimento médico.

Fábrica de mesa

Durante a última década, as impressoras 3D tornaram-se muito mais baratas, no mercado norte americano, há kits “faça você mesmo” por menos de 1.500 dólares. Além de mais baratas, as impressoras também estão mais fáceis de usar. Até recentemente, eram necessários um software de desenho auxiliado por computador (CAD) e treinamento extensivo para operar um desses dispositivos. Agora, eles podem concretizar projetos criados em programas como Adobe Illustrator ou até a partir de aplicativos iPad.

Liberdade para inventores

Impressão 3D – software

As limitações de materiais, tamanho e precisão que são as mínimas possíveis, fazem desta tecnologia uma grande promessa. Podendo projetar uma forma em um computador, é possível transformá-la em um objeto. Pode- se imprimir uma dúzia, ver se há um mercado para o invento e, eventualmente, imprimir mais 50 ou modificar o projeto usando o feedback dos primeiros clientes, tornando muito mais barato e acessível o estágio de testes de produtos novos.

Aspectos econômicos

Essa profunda mudança tecnológica pode redefinir a economia de produção industrial, alguns acreditam que vai descentralizar o negócio completamente, revertendo a urbanização que acompanhou a industrialização. É preciso pouco capital para imprimir em 3D neste nível, pois a tecnologia e os materiais estão ficando cada vez mais baratos e muitos destes fabricantes trabalham com softwares abertos e disponíveis para download na internet. Os criadores, como eles se autodenominam, operam de modo colaborativo e permitem que outros os copiem e adaptem. Seus modelos de negócios são usualmente baseados em ciclos de produção muito curtos (afinal, eles fazem uma coisa de cada vez) com modificações frequentes baseadas no feedback do cliente.

Fonte: http://www.cardquali.com

Tassila M. Pinheio

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: