Noções Fundamentais – Etapas da Produção Gráfica

Isso já foi falado em sala, mas vale reelembrar!

A produção de um impresso envolve quatro grandes etapas. São elas:

Projetação

É a etapa que ocorre na empresa ou no escritório do designer. Termina ao se concluir os projetos que serão impressos. Até os anos 80, esses nossos projetos eram em papel e se chamavam arte finais, por isso muita gente ainda fale sobre “arte final”, sobre o projeto estar pronto para impressão. Atualmente, são os arquivos gerados em computadores. Observe que mesmo com novas tecnologias gráficas a terminologia empregada continua e continuará a mesma. E curioso notar que utilizamos hoje em dias os mesmos termos e palavras que eram usados no tempo de Gutemberg.

Pré-impressão

Em geral, é processada no birô de pré-impressão, ou na própria gráfica que irá imprimir. Sua principal tarefa é a produção dos fotolitos, que são uma espécie de plástico, como um filme transparente, feito de acetato. É utilizado para a produção das matrizes da maioria dos processos de impressão gráfica. Os fotolitos, porém, tendem a ser abandonados na medida em que estes processos de impressão ficam cada vez mais modernos. Isto significa que a etapa da pré-impressão tende a ser gradativamente eliminada. De qualquer forma, ela inclui também a digitalização e a edição de imagens em alta resolução, dependendo da complexidade do projeto.

Impressão

Inicia-se na produção da matriz (forma), em geral na própria gráfica onde se fará a impressão do projeto, no setor geralmente denominado Fotomecânica. Hoje, grande parte das máquinas impressoras, por conta da tecnologia e modernidade, realiza automaticamente a dobradura, que é uma etapa simples e freqüente de acabamento.

Acabamento

Dependendo da complexidade do acabamento e do porte da gráfica, esta etapa pode ou não ser realizada por outros fornecedores que não sejam a própria gráfica onde o impresso está sendo produzido. Inclui tudo aquilo que é posterior à impressão e anterior ao material estar totalmente finalizado: cortes, refile, aplicação de vernizes, etc.

Coloquei como exemplo um detalhamento maior dessas etapas, com os diversos passos até a conclusão do produto final. Ele toma como referência o offset, mas de forma geral adequa-se aos demais processos mais utilizados. Os elementos assinalados com (*) são aqueles opcionais, de acordo com a situação do projeto.

 

 

Fonte :  blogchocoladesign.com

 

Tassila M. Pinheiro

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: